RISCOS GEOLÓGICOS EM ÁREAS TURÍSTICAS FOI TEMA DE SEMINÁRIO OFERECIDO PELO ILP

07/04/2022 15:23 | Diversos aspectos a respeito do assunto foram apresentados pelos especialistas presentes. | Tais Guidini

Compartilhar:

Palestrante e organizador Alex Peloggia com os palestrantes André Kolya, João Paulo Monticelli, Pedro Leal, Marcelo Gramani e Evandro Ferreira em evento promovido pelo ILP disponível no YouTube.<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/L-04-2022/fg285179.png' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Segundo João Batista Farias Junior, em seu verbete sobre Espaço Público no Dicionário de Conceitos Políticos do ILP, "contemporaneamente o espaço, aqui em sentido mais amplo e genérico, passa a ser ele mesmo um assunto político e, sobretudo com o avanço dos problemas e questões relacionadas à degradação ambiental, traz uma tônica diferente para as deliberações políticas".

E foi sobre espaço, mais precisamente sobre riscos geológicos e áreas turísticas, que tratou o seminário oferecido pelo ILP no dia 24 de fevereiro.

O evento, transmitido de forma virtual, contou com um grupo de especialistas sobre o tema e foi apresentado por Paula Schneider, analista legislativa do Instituto. O geólogo Alex Peloggia, organizador e debatedor, foi o primeiro convidado a abordar a temática propriamente dita, oferecendo uma abordagem sócio psicanalítica, cruzando conceitos culturais aos parâmetros geológicos.

Em seguida foi passada a palavra ao turismólogo Evandro Ferreira, cujo foco foi o planejamento turístico e gestão pública. Já o geólogo Marcelo Gramani abordou os desastres naturais, trazendo dados que demonstram sua ocorrência, dentre eles a de que, segundo o IBGE, dentre os anos de 2008 a 2013, 66,9% dos municípios brasileiros não possuíam nenhuma medida de gerenciamento de riscos decorrentes de enchentes e inundações.

Pedro Leal, geógrafo, ao ser chamado para contribuir com o debate, além de explicar o funcionamento do Instituto de Pesquisas Ambientais em gestão de riscos de desastres (GRD), também afirmou que uma importante estratégia é a implementação de um programa estadual transversal e articuladora de políticas públicas setoriais associadas à GRD, com base técnica, pesquisa e inovação.

André Kolya, geólogo, foi o último palestrante a expor sua apresentação, e tratou da geoconservação, conceituando-a como um conjunto de ações que tem o objetivo de subsidiar a gestão de elementos da geodiversidade.

O último bloco do seminário teve como debatedor o geólogo João Paulo Monticelli que além de suscitar questionamentos sobre a pauta, também direcionou as perguntas dos expectadores aos palestrantes.



O evento na íntegra pode ser acessado por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=YFqMeKVKJzE&t=467s



O Dicionário de Conceitos Políticos do ILP pode ser acessado no endereço: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/bibliotecaDigital/24369_arquivo.pdf