Homenagem militares do exército que atuaram em Brumadinho


02/12/2019 14:34 | Atividade Parlamentar | Da assessoria do deputado Tenente Nascimento

Castelo Branco, Derrite, Tenente Nascimento, Alexandre, Vitor Hugo, Gilberto, Juliana e Carla Zambelli<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-12-2019/fg244940.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

O deputado Tenente Nascimento (PSL) homenageou no dia (7/11) com medalhas militares das Forças Especiais do Exército que atuaram voluntariamente nas buscas e salvamento das vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho (MG). A honraria foi entregue durante a sessão solene de abertura do Seminário de Operações Especiais SWAT 2019, proposta pelo deputado Castelo Branco (PSL).

Receberam as medalhas o sargento Gilberto Cunha, o cabo Alexandre Silva Frangakis e a estudante acadêmica Juliana de Jesus Silva.

O evento reuniu autoridades políticas e militares, entre eles os deputados federais major Vitor Hugo (PSL) líder do Governo na Câmara, Carla Zambelli (PSL), capitão Derrite (PP), o comandante-geral da Força Nacional, coronel Aguinaldo de Oliveira, o delegado doutor Maurício Freire, instrutor da SWAT na América do Sul e o coronel PM Mascarenhas.

Tenente Nascimento destacou o apoio obtido de seus colegas em Brasília na aprovação do texto base da Reforma da Previdência dos policiais militares. "Vitor Hugo, Carla e Derrite deram uma contribuição toda especial com apoio e militância a esse projeto no Congresso. Trabalhamos juntos e os direitos adquiridos foram mantidos aos nossos policiais", destacou Tenente Nascimento.

O parlamentar fez também um agradecimento especial ao coronel Mascarenhas e ao doutor Maurício Freire relembrando a sua carreira militar quando serviu ao GATE na década de noventa sob o comandado do Coronel Mascarenhas. "Naquela época quando a SWAT americana veio ao Brasil nós não tínhamos o mínimo de condições de realizar os cursos, Mascarenhas e o doutor Maurício saiam pedindo ajuda à iniciativa privada, porque desejavam que nós policiais fôssemos preparados para fazer o melhor em nosso Estado", finalizou o deputado Tenente Nascimento.