Mesa Diretora

O órgão que comanda todas as atividades administrativas e parlamentares da Alesp é chamado Mesa Diretora. Ela é composta por três deputados (presidente, primeiro e segundo secretarios), eleitos em voto aberto por seus colegas.

A escolha desses dirigentes e de seus substitutos ocorre de dois em dois anos. Eles não podem ocupar os mesmos cargos em gestões sucessivas, no mesmo mandato.

A seguir, você poderá conhecer um pouco sobre os atuais integrantes da Mesa e as regras que orientam a sua atuação.

Presidente

  • Nome: Cauê Macris
  • Partido: PSDB
  • Telefone: 3886-6217
  • Sala: T 57 (térreo)
  • E-mail: cauemacris@al.sp.gov.br
  • Aniversário: 08/04

Cauê Macris iniciou na vida pública aos 21 anos como o 8º vereador mais votado em Americana, sua cidade natal. No seu segundo mandato, foi eleito presidente da Câmara Municipal para o biênio 2010/2011. Como vereador, foi de sua autoria a primeira lei do Brasil a proibir uso de tabaco em locais de uso coletivo e também criador do Estatuto de Defesa e Proteção dos Animais, que defende a posse responsável de bichos de estimação. Aos 27 anos, Cauê Macris elegeu-se para o primeiro mandato como deputado estadual com mais de 66 mil votos e apresentou o projeto de lei, aperfeiçoado pelo governador Geraldo Alckmin, que pune com multa e até fechamento os estabelecimentos que comercializarem bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes. Pioneira no país, a lei é válida em todo Estado de São Paulo. Por dois anos consecutivos (2013/2014), Cauê foi escolhido relator do Orçamento do Estado de São Paulo, garantindo os investimentos realizados pelo governador nos 645 municípios paulistas. Ainda em 2014, foi o mais jovem líder eleito para comandar a bancada do PSDB no parlamento. No ano seguinte, após reeleição com mais de 120 mil votos, foi convidado para ser líder do governo na Assembleia Legislativa pelo governador Geraldo Alckmin. Entre as propostas já aprovadas sob sua liderança estão: empréstimos com o BID para beneficiar municípios paulistas, Parcerias Público Privadas para habitação, criação de quatro novas frentes do Programa Via Rápida do Emprego e aumento do ICMS para cerveja e cigarro, que possibilitou zerar imposto sobre arroz e feijão. Cauê liderou ainda a aprovação do Fundo Estadual de Combate à Pobreza, do Salário Mínimo Paulista, de nova legislação para desburocratizar os assentamentos fundiários, entre outros projetos. Aos 33 anos chegou ao posto de presidente da Alesp, eleito para o biênio 2017/2019 com 88 dos 94 votos da Casa. No comando do Legislativo paulista, pretende resgatar a confiança no parlamento pautando sua gestão no tripé inovação, austeridade e transparência. Como primeira medida, criou o aplicativo Fiscaliza Cidadão, que permite acesso às informações da Alesp na palma da mão.  

1º Secretário

  • Nome: Enio Tatto
  • Partido: PT
  • Telefone: 3886-6232 / 6233
  • Sala: T 56 (térreo)
  • E-mail: eniotatto@al.sp.gov.br
  • Aniversário: 20/05

Enio Tatto participou no final dos anos 70 das comunidades eclesiais de Base (CEBs) da Igreja Católica, na Zona Sul da Capital. Integrou-se à luta contra a ditadura, passando a militar em movimentos populares e sindicais. Em 1980, participou da fundação do Partido dos Trabalhadores, sendo eleito, em 2002, deputado estadual pelo Partido. Reelegeu-se mais quatro vezes (2006, 2010, 2014 e 2018). Em 2010 e 2014 foi o deputado mais votado da Bancada do PT. Na Assembleia, dedica-se especialmente às áreas de educação, saúde, transportes, orçamento, meio ambiente e de direitos da cidadania. Para a educação, entre outras conquistas, obteve a instalação de novas unidades de Fatecs e da Universidade Federal Paulista. Na área de meio ambiente, liderou a luta pela aprovação das Leis Específicas das Represas Guarapiranga e Billings e tornou lei suas propostas de incentivo à agricultura familiar. No campo da cidadania, destaca-se pela defesa da dignidade dos idosos, tendo apresentado projetos para a instalação de República para idosos de baixa renda em todos os municípios do Estado. Conquistou, ainda, vitórias que levaram à melhoria da saúde, dos transportes e do atendimento judiciário na Zona da Sul da Capital, região em que reside.   Foram aprovadas 43 leis de sua autoria que instituem direitos de cidadania à população paulista. Firme na fiscalização do Executivo, assinou pedidos de CPI, tendo integrado a da CDHU. Também é de sua iniciativa a realização, pela Assembleia, de audiências públicas regionais para debater com a sociedade o Orçamento do Estado e o Orçamento Impositivo (obrigatório na destinação de recursos) em São Paulo.  Nos seus mandatos conseguiu aprovar emendas orçamentárias em benefício de uma centena de entidades sociais e de municípios do Estado, com obras de infraestrutura e equipamentos públicos. É o deputado de oposição que mais apresenta emendas orçamentárias. Formado em Contabilidade, foi duas vezes líder da Bancada do PT, duas vezes líder da Minoria e membro titular das Comissões de Transportes e Comunicações; de Finanças, Orçamento e Planejamento; de Assuntos Metropolitanos e Municipais; de Assuntos Desportivos e também da Comissão de Constituição, Justiça e Redação. Atualmente é o 1º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. É a terceira vez que ocupa cargo, feito não alcançado por nenhum outro deputado na história do Parlamento paulista.

2º Secretário

  • Nome: Milton Leite Filho
  • Partido: DEM
  • Telefone: 3886-6410 / 6411
  • Sala: 2066 (2º andar)
  • E-mail: mleite@al.sp.gov.br
  • Aniversário: 03/08

Milton Leite Filho foi eleito para o primeiro mandato aos 28 anos de idade, mas sua vida política iniciou-se muito antes, na zona sul da capital, participando ativamente do mandato do pai e vereador, Milton Leite, acompanhando-o em reuniões e defendendo os interesses da população daquela região. Mais tarde tornou-se líder comunitário, o que o levou a lutar em favor da proteção e da preservação da bacia hidrográfica da represa Guarapiranga. Em 2007, já deputado, tornou-se um dos integrantes fundamentais na aprovação da Lei da Guarapiranga e na discussão e votação da Lei da Billings. Nessa última, contribuiu com propostas e estratégias urbanísticas de implantação de novas edificações do tipo habitação de interesse social (HIS) em áreas de mananciais, o que permite a liberação de um espaço maior para a permeabilidade do solo no entorno da represa. Junto ao governo estadual, Milton Leite ampliou seus trabalhos para as cidades do interior, conseguindo viabilizar projetos importantes em todo o estado nas áreas da saúde, com novos hospitais e unidades de saúde; de transportes, com obras de pavimentação e recapeamento de rodovias e estradas vicinais; e de educação, infraestrutura, urbanização e meio ambiente, entre outras.  O reconhecimento do trabalho de Milton Leite na capital, no interior e em defesa do povo paulista é ratificado a cada eleição, com o crescimento médio de 35% no total de votos, em relação à eleição anterior. É com espírito de luta e coragem que Milton Leite permanece defendendo as agendas de saúde, educação, mobilidade urbana, transporte, infraestrutura e moradia, além de municípios mais fortes e desenvolvidos, para que São Paulo continue no rumo do desenvolvimento e seja cada vez melhor para todos.

Membros Substitutos

1º Vice-Presidente

  • Nome: Gilmaci Santos
  • Partido: PRB
  • Telefone: 3886-6560 / 6561
  • Sala: T104 (térreo)
  • E-mail: gilmacisantos@al.sp.gov.br
  • Aniversário: 16/03

Eleito deputado estadual para seu primeiro mandato em 2006, com 65.188 votos, Gilmaci dos Santos Barbosa nasceu em Dourados (MS) e mudou-se para São Paulo aos 11 anos. No campo profissional, especializou-se no comércio varejista. Sua trajetória pública teve início em 1987, com trabalhos de apoio às comunidades carentes, sobretudo no eixo oeste da região metropolitana paulista, em ações focadas na valorização da juventude, recuperação de viciados e orientação a famílias socialmente desestabilizadas. Participou ainda de experiências em comunidades do interior paulista e de fora do Estado. Foi líder do Partido Republicano Brasileiro na Assembleia Legislativa.

2º Vice-Presidente

  • Nome: Ricardo Madalena
  • Partido: PL
  • Telefone: 3886-6403 / 6404
  • Sala: 1012 a 1015 (1º andar)
  • E-mail: ricardomadalena@al.sp.gov.br
  • Aniversário: 05/03

Ricardo Madalena é natural de Santa Cruz do Rio Pardo, casado e pai de três filhos. Engenheiro civil formado em 1988 pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Bauru, foi eleito deputado estadual em 2014 com 45.771 votos e reeleito em 2018 com 77.554 votos, obtendo o maior percentual de votação (69%) na comparação das duas eleições entre todos os candidatos reeleitos (em um total de 42) para a Alesp. Iniciou suas atividades profissionais em 1989 como secretário de Obras nas cidades de Santa Cruz do Rio Pardo e de Ipaussu. Em 1996, constituiu a empresa RBL Construção e Engenharia, onde atuou como sócio-proprietário, realizando aproximadamente 60 obras públicas na região até 2007, quando foi nomeado superintendente do Departamento Nacional de Infraestutura de Transportes (DNIT/SP), sendo o responsável por promover melhorias nas estradas federais e ferrovias do interior de São Paulo. Madalena teve participação fundamental na realização de grandes obras e projetos pelo cargo que ocupou. Entre essas obras estão o trevo da BR-153 em Ourinhos; a duplicação da BR-153 no trecho urbano das cidades de São José do Rio Preto, Marília e Ubatuba; o trevo de acesso a Bady Bassit; a ponte de Pauliceia; e o Rodoanel. Encarou o desafio como Superintendente, não mediu esforços em viabilizar obras e investimentos em infraestrutura por meio de programas como PAC – Programa de Aceleração do Crescimento e o CREMA, contribuindo com o desenvolvimento econômico nas diversas cidades do Estado de São Paulo. Em razão de todo esse trabalho, dedicação, profissionalismo, responsabilidade, e dispor de um quadro de funcionários em excelência, é que a Superintendência do DNIT de São Paulo foi considerada a 1ª no Ranking Nacional em Desempenho, por dois anos consecutivos. A família de Ricardo Madalena tem tradição na política. Seu bisavô foi prefeito em Espírito Santo do Turvo. O avô, vereador em Santa Cruz do Rio Pardo por vários mandatos. Seu pai, Mario Madalena, foi por duas vezes prefeito de Ipaussu (onde residiu por 30 anos). O primo Otacílio Parras Assis é o atual prefeito de Santa Cruz. Participa ativamente das atividades políticas da cidade de Ourinhos, Piraju, Santa Cruz do Rio Pardo e toda a região do sudoeste do Estado; é Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Duplicação da SP-270 – Raposo Tavares – nas Regiões de Itapetininga, Avaré, Piraju e Ourinhos, criada em de 22 de abril de 2015. Realizou audiências públicas nas cidades do interior, onde expressa sinceros agradecimentos às autoridades e aos munícipes que permitiram um encontro e o receberam de braços abertos, dando a oportunidade de apresentar seus planos de trabalho e contar com o apoio de toda a população, para que juntos concretizassem essa tão sonhada obra. Em outubro de 2017, o governo fez um financiamento junto ao Banco Mundial para recuperar a rodovia. Em seguida, foram feitas as licitações, divididas em oito lotes. E em março de 2018 o governador Geraldo Alckmin assinou, em Ourinhos, no trecho da Raposo, a primeira Ordem de Serviço, dando assim início às obras  de recuperação desta tão importante rodovia Raposo Tavares. Ricardo Madalena também foi o idealizador do Projeto de Lei nº 7.324/2017, apresentado na Câmara Federal, que proíbe a construção de PCH – pequenas usinas hidrelétricas – ao longo do Rio Paranapanema. O projeto foi apresentado na Câmara pelo Deputado Federal Milton Monti. Um de seus maiores trabalhos, do qual sente grande orgulho, é o de ser o pioneiro na luta pelos testes da Fosfoetanolamina sintética – a chamada “Pilula do Câncer”. Uma das mais importantes CPIs da história da Assembleia Legislativa teve Ricardo Madalena como relator. A CPI da Fosfoetanolamina investigou por que o Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo) interrompeu os testes com a substância da fosfo e se os recursos do governo do Estado foram bem empregados na pesquisa, que durou menos de um ano, e deixou todos que acompanhavam os trabalhos cheios de dúvidas quanto ao resultado apresentado. Ele atua ainda arduamente junto ao Governo do Estado em busca de emendas parlamentares para os diversos segmentos, inclusive vans e ambulâncias para à área da saúde, visando proporcionar melhores condições e bem estar à população. É um dos deputados que mais verbas conseguem para o custeio das Santas Casas da região. Foi relator da CPI dos Acidentes no Transporte Ferroviário de carga, e atualmente é Membro Efetivo das Comissões de Infraestrutura, Administração Pública e Relações do Trabalho, CPI de Energia Elétrica, CPI Epidemia da Dengue, CPI Cartelização da Citricultura e Suplente nas Comissões de Atividades Econômicas, Transporte e Comunicações e na CPI do Sistema Financeiro. Em 2014 assumiu o compromisso com os Dirigentes da Santa Casa de Ourinhos, antes mesmo do início de seu mandato e após quase dois anos de gestões junto ao Governo, de lutar pelo credenciamento do serviço de Oncologia da Santa Casa de Ourinhos no SUS – Sistema Único de Saúde -, afim de garantir atendimento aos tratamentos oncológicos dos pacientes da região, que enfrentam essa triste e terrível doença, que tanto debilita e requer de cuidados especiais. Essa batalha foi ganha. E foi também um dos responsáveis pela volta do tratamento oncológico ao Hospital Regional de Assis, em outubro de 2018. Assume, em fevereiro de 2019, a Coordenação da Frente Parlamentar em Prol do Transporte Metroferroviário (FTRAM), criada em novembro de 2016. O principal foco da Frente é remover os entraves para o crescimento do transporte metroferroviário, reforçar a qualidade e a importância de bons projetos e propiciar um fórum de debate de propostas, visando ao estabelecimento de ações que contribuam para a expansão do transporte de passageiros sobre trilhos e a eficiência da mobilidade urbana no Estado. Em 15 de março de 2019 é eleito 2° Vice-Presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo.

3º Vice-Presidente

  • Nome: Coronel Telhada
  • Partido: PP
  • Telefone: 3886-6389 / 6793
  • Sala: 1110 (1º andar)
  • E-mail: coroneltelhada@al.sp.gov.br
  • Aniversário: 10/10

O coronel da Polícia Militar Paulo Adriano Lopes Lucinda Telhada, conhecido como Coronel Telhada, nasceu na cidade de São Paulo em 1961. Telhada ingressou na Academia de Polícia Militar do Barro Branco em 1979, com 17 anos de idade. Foi declarado aspirante a oficial PM em 1983. Serviu em várias unidades da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), entre elas o 23º BPM/I, o 4º BPM/M, a Rota, o 3ºBPChq, o Gate, o Copom e o 7º BPM/M. Foi um dos oficiais fundadores do Gate e comandou pelotão da Rota como 2º e 1º Tenente, de 1986 a 1992.  Recebeu a Láurea de Mérito Pessoal em 1º Grau, a Cruz do Mérito Policial em Ouro por bravura, a Cruz de Sangue em bronze e o Centenário do Batalhão Tobias de Aguiar, entre outras condecorações.  Foi promovido a capitão PM por bravura em 1988 e ferido em serviço duas vezes: em 1990 e em 1995.  Realizou, entre outros, os cursos de formação de oficiais, de paraquedismo, de resgate de reféns em aeronaves, de negociação e resgate de reféns, estágio de salvamento em altura, urso de resgate e pronto-socorrismo e de aperfeiçoamento de oficiais.  Como oficial superior PM, atuou como subdiretor de Pessoal da PMESP e chefe do Estado Maior do Comando de Policiamento de Área Metropolitano-7, em Guarulhos; comandou o 7º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (área central de São Paulo) e o 1º Batalhão de Polícia de Choque “Tobias de Aguiar” (Rota).  Aposentado em 2011, foi promovido ao mais alto posto da Polícia Militar, coronel PM.  Em 2012, foi eleito vereador à Câmara Municipal de São Paulo com 89.053 votos. Em 2014, candidatou-se a deputado estadual, tendo sido eleito com 254.074 votos. 

4º Vice-Presidente

  • Nome: Barros Munhoz
  • Partido: PSB
  • Telefone: 3886-6407 / 6408
  • Sala: 1103 (1º andar)
  • E-mail: barrosmunhoz@yahoo.com.br
  • Aniversário: 26/10

O paulistano José Antônio Barros Munhoz formou-se em 1967 pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo, e atuou como advogado até 1975. Foi prefeito de Itapira de 1977 a 1982, e novamente de 1997 a 2004. Foi deputado estadual por duas legislaturas consecutivas, de 1987 a 1994. Em 2006, com 114.009 votos, ganhou seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa, tendo presidido a instituição no biênio 2009-2011. Foi também secretário da Agricultura e Abastecimento e ministro da Agricultura. De 2005 a 2006 exerceu o cargo de subprefeito de Santo Amaro, na cidade de São Paulo. Foi reeleito deputado estadual para a 17ª legislatura, iniciada em 15 de março de 2011, com 183.859 votos. Foi presidente da Assembleia Legislativa em dois biênios consecutivos: 2009-2011 e 2011-2013.

3º Secretário

  • Nome: Bruno Ganem
  • Partido: PODE
  • Telefone: 3886-6742 / 6758
  • Sala: 2018 (2º andar)
  • E-mail: contato@brunoganem.com.br
  • Aniversário: 15/09

Bruno Ganem nasceu em 15 de setembro de 1986. Aos 17 anos, iniciou o curso de engenharia de produção na Universidade de São Paulo (USP), onde participou ativamente da Poli Jr. (empresa júnior da Escola Politécnica da USP) realizando consultorias técnicas e projetos, sendo eleito diretor de mercado. Em 2007 fundou em Indaiatuba o Movimento Jovem, com o objetivo de melhorar a cidade pela inserção do jovem no meio político e social. Foi eleito vereador em Indaiatuba aos 22 anos, em 2008, com 1.055 votos. Desde o início de seu mandato assumiu uma postura próxima de seus eleitores, fazendo encontros nos semáforos da cidade e nos bairros, reunindo mais de 20 mil sugestões. Organizou 50 reuniões de cidadania na Câmara Municipal, debatendo assuntos como proteção animal, meio ambiente, segurança, saúde e educação. Em 2012, foi o vereador mais votado de Indaiatuba, com 6.202 votos, apresentando no mandato 57 projetos de lei. Dentre eles, o que estabelece multa para maus-tratos a animais e sanções administrativas a serem aplicadas a quem os praticar (PL 23/2013), além de outro projeto de lei que proíbe ação comercial promocional que realize a distribuição de animais sem prévio interesse do consumidor (PL 192/2014). Iniciou um abaixo-assinado solicitando a criação de mais Delegacias de Proteção Animal. A soma de esforços de diversas pessoas resultou na criação da Delegacia Eletrônica de Proteção Animal (Depa) pelo Governo do Estado de São Paulo. Em seguida, criou a Central Virtual de Adoção de Cães e Gatos, que realiza a divulgação de animais abandonados para adoção e ajuda a encontrar pessoas que tenham interesse em realizar uma adoção responsável ou servir de lar temporário. Desde 2013 realiza diversas campanhas de conscientização da causa animal nas redes sociais: #AdotePorAmor – pela adoção responsável de animais carentes; #AbandonarAnimaisÉCrime – contra o abandono de animais; #DigaNãoAosFogos – contra fogos de artifícios; #DenuncieMausTratos – divulgação da Depa e outras formas de denunciar maus-tratos contra os animais; #CastraçãoÉUmAtoDeAmor – conscientização sobre a importância da castração, da vacinação e da vermifugação dos animais domésticos; #FimDasVaquejadas – luta pelo fim das vaquejadas e atividades que promovam maus-tratos aos animais. Fez um ciclo de palestras sobre a Lei de Crimes Ambientais, explicando o artigo 32, que denuncia a violência contra os animais de uma forma geral.  Em 2014, foi candidato a deputado estadual, defendendo a causa animal. Obteve 50.124 votos, de quase todas as cidades paulistas, totalizando 491 municípios. Fortaleceu seu trabalho defendendo a causa animal pelo estado, iniciando um abaixo-assinado pedindo leis mais severas (prisão em regime fechado) contra maus-tratos aos animais. Em 2016, participou das eleições municipais como candidato a prefeito de Indaiatuba, totalizando 51.358 votos. Em 2018 foi eleito deputado estadual pelo Podemos, com 106.203 votos em mais de 600 cidades, sendo o mais votado do partido.

4º Secretário

  • Nome: Léo Oliveira
  • Partido: MDB
  • Telefone: 3886-6241 / 6242
  • Sala: 2063 (2º andar)
  • E-mail: leooliveira@al.sp.gov.br
  • Aniversário: 29/12

Léo Oliveira está na comunicação há mais de 35 anos. É âncora de dois programas jornalísticos, com cobertura em 90 cidades na região de Ribeirão Preto. Comanda noticiários na rádio Clube AM e TV Clube/BAND, ambos líderes de audiência no horário. O deputado está na política há mais de 20 anos. Tem histórico limpo, marcado por combates a violência e corrupção. Léo também tem programas sociais reconhecidos, como o Léo nos Bairros, por meio do qual milhares de pessoas já receberam serviços de utilidade pública. Em 2008, Léo Oliveira foi eleito vereador em Ribeirão Preto. Nas Eleições de 2010, foi eleito primeiro suplente de deputado federal com quase 90 mil votos, assumindo o mandato em 2015. Em 2012, foi reeleito para a Câmara de Ribeirão Preto, como segundo mais votado da cidade de mais de 600 mil habitantes. Na Câmara Municipal foi destaque. Implantou a Lei dos Biombos nas agências bancárias, praticamente erradicando o crime de “saidinha de banco” (assalto em que o cliente é abordado na saída da agência). Atuou também junto a diversos segmentos da sociedade. O vereador promoveu ações socioeducativas, inclusão social e projetos que resultaram em melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.  Em 2014, candidatou-se a deputado, eleito com 72.154 votos. Em 2018, foi reeleito para seu segundo mandato na Alesp.